O treino de cárdio é melhor que o de força para a perda de peso? Parte 1

Já há algum tempo que sabemos que o treino de cárdio, per si, não é a melhor receita para a perda de peso. Todos sabemos, ou não, que a melhor forma de perder peso é fazer melhores escolhas alimentares, sabe-las adequar à nossa condição momentânea, fazer exercício físico organizado e não organizado, gerir o stress e descansar bem! No entanto, todos os dias surgem ideias que esbarram sempre nos mesmos dogmas/interesses. Então, pegando no artigo Helen Kollias de 16 de Março sobre o tema aqui o adapto-o aos meus conhecimentos/referências para tirarmos algumas dúvidas.

Imagem

O alerta dado por Helen teve consequência depois da sua leitura de um controverso artigo de John Berardi onde  este, dava mais preponderância ao treino cardiovascular para a perda de peso. Seguiram-se o mau trabalho dos media no tratamento da informação, análises superficiais e outras mais profundas da metodologia aplicada por parte de estudiosos do tema. Outros lamentaram-se por não haver intervenção nutricional. Se era para saber o impacto do exercício para quê a intervenção nutricional, apesar de sabermos que é a mais eficaz? A Massa Muscular interessa?

Para chegar ao seu apartamento sobe escadas? Se residir numa vivenda não se aplica! Enquanto espera pelo elevador suba as escadas. Se mesmo assim, prefere esperar faça um pouco de yoga, sorria, treine uma respiração mais profunda pois, nunca se sabe o que o espera quando entrar em casa. Isto tudo para lhe dizer que os músculos são importantes se subimos ou descemos as escadas, pelo facto de eles nos deixar realizar o movimento. Adicionalmente, ajuda-nos a perder a massa gorda.

Sim, a massa muscular interessa e vai perceber porquê!

Na 2.a parte de 3 vamos fazer contas às calorias e ao metabolismo do músculo.